Create an Account

Jhoseana Aurélio

By
15 de Março, 2022

Olá Jovem Mulher!

Hoje temos como convidada uma jovem mulher que é, escritora e contabilista, muito culta, meiga e profissional. Uma mulher de semblante dócil e muito focada nos seus objectivos. Vamos começar?
Vamos pedir a nossa entrevistada para fazer a sua apresentação.

  1. Quem é esta jovem mulher?
    R: Jhoseana Aurélio, escritora e formada na área de contabilidade e auditoria, crente, tenho Deus como meu Senhor e Salvador. Sou uma jovem mulher aberta a novos aprendizados, criativa e muito espontânea também.
  2. Como definirias a mulher que és hoje?
    R: Uma mulher de acção, bastante dedicada e com grande potencial.
  3. De onde veio esta mulher que hoje olhas para o espelho e dizes, esta sou eu?
    R: De um balanço da minha trajectória, fui e sou persistente, consegui escalar as minhas montanhas e sei que não é fácil.
  4. A Jhoseana é muito jovem, é profissional, é filha, tem sonhos e é escritora, como tem conseguido gerir tantas ocupações?
    R: Falando a verdade, não foi fácil; tive que aprender tudo. Tenho noção do que é ter bastante responsabilidade e com isso consigo ajeitar certas coisas fazendo com que as minhas ocupações tenham espaço exacto do meu tempo.
  5. E a escrita, como surgiu na tua vida e aonde pretendes levá-la?
    R: A escrita surgiu pela literatura, o gosto veio desde muito cedo, sempre que lia uma estória de um livro gostava e encarnava tudo na minha imaginação. Tenho sonhos de poder publicar tudo o que eu já escrevi para influenciar positivamente muitas pessoas, e de igual modo oferecer conhecimentos com a minha área profissional.
  6. Sendo mulher, achas que a vida profissional tem um significado diferente?
    R: Sim, e muito grande… é muito bom quando uma mulher agarra com as duas mãos uma oportunidade de trabalho, e procura ter sucesso na carreira. Com isso, ela colhe bons frutos e mostra a sociedade que sim, somos capazes e podemos ser o que quisermos.
  7. Como enquadras a escrita na tua vida, qual é o papel dela?
    R: Enquadro ela de forma muito simples; O papel da escrita na minha vida tem o poder de me proporcionar muita criatividade e desenvolvimento pessoal/mental.
  8. Há muita gente com problemas sérios para escrever bem e não temos programas de formação ou capacitação especial para estas pessoas. Achas que um escritor tem de alguma forma a responsabilidade de ser um pouco professor?
    R: Com certeza, porque acredito que toda pessoa que escreve no fundo quer transmitir conhecimento para os outros.
  9. Sei que trabalha com contabilidade, uma área muito técnica e prática, como desliga ou não, a Jhoseana contabilista da Jhoseana escritora?
    R: Não preciso desligar, por ex: agora eu estou numa linha de escrever conteúdos financeiros; preparo textos ligados a área de contabilidade e mesmo quando escrevo “romance” enquadro sempre uma a outra.
  10. Tem encontrado muitas dificuldades para enfrentar e se fazer respeitar como escritora ou como contabilista?
    R: Como contabilista não… mas como escritora sim, o nosso país oferece poucas condições para se auto-desenvolver nesta área.

11. Na tua opinião, quais são as maiores dificuldades que as mulheres enfrentamactualmente?
R: A sempre desafios a serem enfrentados, sem esquecer que em certos lugares oassedio e a duvida sobre a competência das mulheres ainda são um grandeproblema. Mas acredito que já esteve pior e a situação tende a melhorar com otempo.

12. Hoje, as mulheres tomam decisões por si mesmas e optam por ir à escola e ter uma vida profissional fora de casa. O que pensa a respeito?
R: Empoderamento: apoio, admiro e respeito… Lugar de mulher é aonde ela quiser; desde que esteja confortável consigo mesma.

13. Vivemos numa sociedade maioritariamente dominada pela teoria da “submissãofeminina”, onde a ideia central é a obediência. Como vê esta situação?
R: Esta totalmente errad, não é que devemos ser desobedientes. O problema éque se deixou de lado a flexibilidade, compressão e o apoio porque tem a “donasubmissão”. A mulher perante um homem é um animal de estimação porque temque ser plenamente obediente.

14. Achas que a emancipação ainda é uma luta ou cada mulher deve ser resiliente e empoderar-se?
R: Toda mulher independentemente do estatuto que tiver deve empoderar-se, deve encontrar o seu lugar na vida e ter cuidado com os excessos de opiniões que a sociedade tem, apesar dos medos e falhas que poderá encontrar no caminho.

15. Existem limitações para as mulheres? Ou como diz o adágio “lugar de mulher éonde ela quiser”?
R: Existem muitas, mas não devemos nos importar quando se trata do nossobem-estar, “SIM… Lugar de mulher é onde ela quiser”.

16. O que mais te motiva, o que faz a Jhoseana inspirar e recomeçar?
R: Tem uma pessoa que me motiva muito, a minha MÃE; e o resto são os meus propósitos de vida,

sei onde quero chegar apesar de tudo; então mantenho o animo, converso, respiro e recomeço.

17. Sente-se uma mulher realizada ou ainda tem metas a alcançar?
R: Estou no princípio da minha rota de realizações, ainda falta muita coisa paraserem alcançadas.

18. Que mensagem deixarias para jovens mulheres que estão a correr atrás dos seus objectivos?
R: Sejam fortes porque viver depende exclusivamente de nós mesmas, estejam abertas a novos conhecimentos, saiam da caixa, não desistam porque “não vai ser fácil”, as coisas não acontecem

do jeito que imaginamos, com objectivos na vida já se tem meio caminho andado.

19. Queres acrescentar alguma coisa que não perguntamos?
R: Até o momento ainda não tenho.

20. Consideras-te uma pessoa feliz?
R: Tenho Deus que me maravilha todos os dias da minha vida, apesar dos meus erros e falhas.

Ele esta comigo nos bons e maus momentos, como não seria feliz com um suporte desse ao meu lado? Eu não me considero uma pessoa feliz, eu considero-me uma pessoa abençoada.

Jhoseane, obrigada por partilhar um pouco de si com outras mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Back to Top